Logotipo ACI Borborema

Formulário de Consulta

CÓDIGO SENHA

Informativo Associado

"Atenção aos cuidados com código e senha"

 A ACIB alerta seus associados para manterem sob sigilo interno seus respectivos códigos e senhas.

 Não permita que pessoas não autorizadas pela empresa possam visualizar o código e senha. Apenas deve ter acesso um funcionário autorizado e de extrema confiança da empresa.

 No caso de troca de funcionários ou em situação de suspeita de utilização indevida é indicado que seja feita a troca de senha de acesso pelo SCPC.

Para maior segurança da empresa associada, a ACIB sugere que a senha seja trocada periodicamente.

Nosso sistema dispõe de várias opções de senhas que podem ser utilizadas individualmente para cada funcionário. Assim quando o mesmo se desliga da empresa esta senha pode ser cancelada imediatamente. 

 

COMO ELABORAR UM CADASTRO DE CLIENTES?

 

Idealmente, podemos montar um cadastro de clientes utilizando-se das ferramentas de informática, ou então, podemos iniciar, de forma bem simples, a montagem de um banco de dados utilizando fichas de clientes, por exemplo. O cadastro de clientes deve conter um conjunto de informações que permita o aperfeiçoamento do relacionamento da empresa.


As informações do cadastro de cliente se dividem em três grandes grupos:


- Identificação: são as informações básicas para o relacionamento com o cliente, como nome completo, endereço, telefone, e-mail, número de documentos, data de nascimento, estado civil, profissão, etc.

- Perfil de preferências do cliente: são informações sobre produtos, tamanhos, cores, modelos, marcas, etc. que o cliente costuma comprar.

- Histórico de compras e contatos: são os registros relativos a todas as compras realizadas pelo cliente e também a todos os contatos telefônicos e malas diretas enviadas.

As informações do cadastro precisam ser constantemente atualizadas, pois com o tempo, os clientes mudam de endereço, trocam seus telefones e até mesmo as preferências. O cadastro de clientes é uma das mais importantes ferramentas de marketing da pequena empresa; por isso, mantê-lo organizado e sempre disponível permite aproveitar grandes oportunidades.

Lembre-se! O cliente que compra à vista também precisa ser cadastrado; afinal, ele também é ou poderá ser um cliente preferencial.

 

MODELO DE CADASTRO

 

FICHA DE CADASTRO DE CLIENTES DATA: _____/_____/__________Nº_____________________CA:_________________

I – DADOS DO CONTRATANTE

NOME:__________________________________________________________________________________

CPF:_______________________________RG:____________________________DATA EMISSÃO: ____/_____/______ ÓRG.EMISSOR:_______UF:________

DATA NASC:_____/_____/__________  ESTADO CIVIL:____________________________ SEXO:_____________________

FILIAÇÃO________________________________________________________________________________

PROFISSÃO:_____________________________________________________________________________

ENDEREÇO:_____________________________________________________________________________CEP:_______________-________

CIDADE:_______________________________________________BAIRRO:_________________________________ UF:___

FONE RES:(______)_____________-____________ CELULAR:(______)_________________

II- DADOS COMERCIAIS

EMPRESA:______________________________________________________________________________

FONE: (_____)___________-____________

CARGO:______________________________________ SALÁRIO R$:_____________________

DATA ADMISSÃO_____/_____/______

Nat. OCUPAÇÃO: □ASSALARIADO □EMPRESÁRIO □PROF. LIBERAL□ AUTONOMO

□APOSENTADO □OUTROS

SE EMPRESARIO COLOCAR CNPJ DA EMPRESA:__________________________________

OUTRAS RENDAS (VALOR):___________________NATUREZA (ALUGUEL, PREST. SERV., COMISSÕES):________________.

CARTÕES DE CRÉDITO: □VISA □ MASTERCARD □ CREDICARD □ DINERS □ OUTRO ___________________________

RESIDÊNCIA □PRÓPRIA□ ALUGADA VALOR ALUGUEL (RS):__________________POSSUI VEÍCULO? □ SIM □NÃO

QUANTOS:_____________VALOR TOTAL RENDA (RS):______________________________

III- DADOS DO CÔNJUGE

NOME:__________________________________________________________________________________

CPF:__________________________________

RENDA R$:_______________PROFISSÃO:______________________________CARGO:______________________

NOME DA EMPRESA:______________________________________________________FONE: (_____)________-________

 

Importância dos documentos ao se fazer cadastro

 


 O pedido dos documentos ( CPF, RG, comprovante de residência, etc. ) causa uma certa irritação para alguns clientes, mas esses documentos são imprescindíveis para se realizar uma anáilise de crédito com segurança.

 Então não deixe se levar por reclamações conus como: " não trouxe; posso falar de cabeça?; porque?; os dados estão no cheque, etc.

 Existem golpistas que utilizam técnicas para intimidar os atendentes para então aplicarem o golpe.

 Todo comerciante deve tomar alguns cuidados na hora de preencher cadastros para análise nas concessões de créditos e na prevenção de golpes e fraudes.

A principal finalidade do cadastro é identificar, localizar e fidelizar clientes, assegurar a capacidade de pagamento do consumidor, com base na sua renda e avaliar o comportamento de crédito do consumidor na praça, analisando suas comprovações.

Para se garantir o comerciante deve sempre adotar alguns critérios, a solicitação da apresentação do RG, CPF, comprovante de residência e de renda é fundamental.

 Quanto à autenticidade do RG é muito importante seja rigoroso na conferência dos dados. 

 

CHEQUES

Agora algumas precauções gerais a serem tomadas com cheques para evitar problemas:

Preucações para quem emite um cheque:

  • Use somente a sua caneta e nunca aceite a de estranhos.
  • Sempre que possível emita cheques nominais e cruzados.
  • Evite emitir cheques de valor pequeno.
  • Atrás de cada folha de cheque emitido escreva para o que é o pagamento e assine de novo.
  • Ao preencher o cheque, deixe o menor espaço possível entre uma palavra e outra.
  • Faça um risco no espaço que sobra no preenchimento do cheque e nunca deixe espaços em branco.
  • Faça letras grandes, ultrapassando os limites das linhas de preenchimento.
  • Escreva tanto o valor numérico quanto o por extenso o mais próximo possível do canto esquerdo de cada linha.
  • Nunca deixe outras pessoas preencherem o seu cheque, sempre o faça sozinho e com sua caneta.
  • Evite quanto mais possível passar cheques a taxistas, postos de gasolina, vendedores de zona azul, guardadores de carro e ambulantes em geral.
  • Sempre que possível evite dar cheques pré-datados pois estes podem ser repassados a terceiros.
  • Não use maquinas de escrever com fita plástica para preencher os cheques.

 

Precauções para quem recebe o cheque:

 

  • Tente raspar com a unha qualquer parte escrita em preto no cheque (por exemplo o nome do cliente ou o numero do cheque). Se ficar tinta preta na unha é sinal de possível cheque adulterado.
  • Não aceite cheques rasurados, borrados ou com manchas.
  • Confira sempre os dados pessoais e a assinatura solicitando a identidade e o cartão do banco do cliente que apresenta o cheque.

Coloque o cheque contra a luz para verificar se houve colagem de partes. Também pode tentar dobrar o cheque e depois faça escorrer as laterais... Se for colado provavelmente 

  • descolará. Também repare na linha lateral de segurança (ou "linha louca"), se for interrompida ou com descontinuidade é sinal de colagem.
  • Verifique contra a luz a existência do "registro coincidente", uma imagem ou desenho impresso em ambas as faces do cheque e que deve se sobrepor perfeitamente olhando contra luz.
  • Repare se o papel do lado esquerdo do cheque é micro-serrilhado (indicando que foi destacado do talão). Se não for é sinal que o cheque é provavelmente falso ou clonado.
  • Repare nos pequenos detalhes impressos na folha (nome do banco na "linha louca", números e caracteres pequenos etc...). As impressoras e copiadoras raramente os reproduzem fielmente.
  • Não aceite cheques com aparência muito velha, amarelados ou desgastados. Pode ser um sinal de contas inativas.

Enfim uma lista das medidas que são aconselhadas para o comércio e varejo em relação à aceitação de pagamentos com cheques:

  • Criação de normas para recebimento de cheques, inserindo cláusulas que despertem a atenção dos funcionários para documentos falsificados grosseiramente bem como para a necessidade de coibir-se a ação dos funcionários desonestos ou pouco atentos.
  • Consultar sempre o SCPC.
  • É de extrema utilidade manter um cadastro completo de todos os clientes, também para venda com cheques.
  • Exigir comprovante de endereço e checar a veracidade.
  • Se possível verificar "passagens" de cheques do CPF do cliente junto aos órgãos de proteção ao crédito. Muitas passagens em curto período de tempo são sinal de perigo.
  • Exigir comprovante de renda e checar a veracidade (ligar para a empresa e se necessário fazer consulta jurídica para confirmar a idoneidade da empresa).
  • Checar a autenticidade dos documentos (CPF e RG). Há milhões de documentos falsos circulando no País. Se o comerciante tiver dúvidas, ligue para um serviço de identificação ou validação de documentos falsos.
  • Cuidado com cheques clonados ou adulterados que não aparecem nas consultas. Se houver suspeita, ligue para o próprio banco emissor.

Desconfie de folhas de cheque soltas, sem o talão. Quando a folha for retirada do talão tente verificar se a "linha louca" não seja repetida igual em outras folhas (sinal de clonagem). A "linha louca" ou "linha de segurança" é aquela série de desenhos lineares 

  • verticais, com o nome do banco impresso em letras pequenas, que se encontra no lado direito de cada cheque, cada folha deve ter uma combinação de linhas diferente.
  • Tenha cuidado redobrado com cheques de contas recentes. O risco é ainda maior se a venda for com cheques pré-datados.
  • Desconfie quando a pessoa der apenas o telefone celular.
  • Verifique se o endereço da pessoa confere com o endereço de seu telefone fixo (lista telefônica ou o 102 podem ser úteis). Também pode usar a consulta SCPC FONE.
  • Evite cheques de terceiros, trocar cheques por dinheiro ou devolver troco de cheques.
  • Não conceda crédito ou aceite cheque em valor incompatível com a renda do cliente.
  • Observe a reação do cliente quando estiver realizando consultas ou checando documentos. Se a pessoa se mostrar inquieta ou nervosa, faça perguntas adicionais e verifique tudo melhor.
  • Cuidado dobrado em feriados e finais de semana. São as datas preferidas para golpes com cheques roubados.
  • Ninguém é obrigado a conceder crédito ou aceitar cheques de quem não lhe pareça confiável. Trate muito bem seu cliente, respeite seus direitos de consumidor e nunca o coloque em situação constrangedora, mas reserve-se o direito de só realizar vendas seguras.

 

ALÍNEAS DE CHEQUES

Cheques sem fundos e/ou desprovido de valor monetário em conta corrente

  • Motivo 11: Insuficiência de fundos – Cheque sem fundos na 1ª apresentação.
  • Motivo 12: Insuficiência de fundos – Cheque sem fundos na 2ª apresentação.
  • Motivo 13: Conta encerrada. Não existente.
  • Motivo 14: Prática espúria – Apresentação de mais de 3 cheques de conta encerrada no mesmo dia.
  • Cheques com impedimentos referentes ao pagamento
  • Motivo 20: Folha de cheque cancelada por solicitação do correntista em caso de roubo, furto, extravio, etc.
  • Motivo 21: Sustação de pagamento. Contra-Ordem ou oposição ao pagamento.
  • Motivo 22: Divergência ou insuficiência de assinatura. Acontece geralmente quando a assinatura é incompatível, por exemplo.
  • Motivo 23: Cheques de algum órgão da administração federal que se encontra em desacordo com o Decreto-Lei nº 200.
  • Motivo 24: Bloqueio judicial e/ou determinação do BACEN (Banco Central).
  • Motivo 25: Cancelamento de talonário pelo banco sacado.
  • Motivo 26: Inoperância temporária de transporte. 
  • Motivo 27: Feriado municipal não previsto pelo calendário nacional.
  • Motivo 28: Sustação de pagamento. Contra-Ordem ou oposição ao pagamento por motivos de furto e/ou roubo.
  • Motivo 29: Recebimento de talonário não foi confirmada pelo correntista.
  • Motivo 30: Roubo e/ou furto de malotes bancários.

 

Cheques com possíveis irregularidades

 

  • Motivo 31: Erro de preenchimento formal.
  • Motivo 32: Carimbo de compensação ausente e/ou com irregularidade.
  • Motivo 33: Divergência de endosso.
  • Motivo 34: Cheque apresentado pelo banco que não o indicado no cruzamento marcado em preto e sem o endosso-mandato;
  • Motivo 35: Cheque falsificado, com indícios de fraude emitido sem controle ou responsabilidade do banco ou ainda com adulteração da praça sacada. Mais conhecido como Motivo Universal.
  • Motivo 36: cheque emitido com mais de um endosso: Lei nº 9.311/96.
  • Motivo 37: Registro inconsistente – CEL (Compensação Eletrônica). 

 

Cheque com apresentação indevida e/ou errônea

 

  • Motivo 40: Moeda inválida e/ou inexistente.
  • Motivo 41: Cheque apresentado a banco que não o sacado.
  • Motivo 42: Cheque não compensável e/ou sistema de compensação em que apresentado e/ou recibo bancário trocado
  • Motivo 43: Cheque devolvido anteriormente pelos motivos 21, 22, 23, 24, 31 e 34, persistindo o motivo de devolução.
  • Motivo 44: Cheque prescrito.
  • Motivo 45: Cheque emitido por entidade que realiza movimentação e utilização de recursos financeiros vindos do tesouro nacional com ordem bancária.
  • Motivo 46: Comunicação de Remessa (CR) para cheques que não forem entregues no prazo estipulado.
  • Motivo 47: Comunicação de Remessa (CR) com ausência e/ou inconsistência dos dados obrigatórios em questão.
  • Motivo 48: Cheque de valor superior a R$ 100,00 sem identificação do beneficiário. Cheque nominal.
  • Motivo 49: Remessa inválida por causa da reapresentação de cheque devolvido pelos motivos 12, 13, 14, 20, 25, 28, 30, 35, 43, 44 e 45.

 

Cheques de cooperativas de crédito

 

  • Motivo 71: Cheque com inadimplemento contratual da cooperativa de crédito diante da compensação.
  • Motivo 72: Cheque com contrato de compensação encerrado e/ou finalizado. 

 

 

 

 

 

 



<< Voltar

SIGA-NOS NO TWITTER YOUTUBE
DESENVOLVIDO POR SOPHUS TECNOLOGIA